FORMAÇÃO HUMANA E CRISTÃ
Colégio

A Formação Cristã é um dos diferenciais do Colégio Santa Catarina e está presente em todos os segmentos de ensino, buscando ir além da excelência acadêmica para formar integralmente os membros da comunidade educativa, especialmente, os alunos.

1. Formação: É um processo que nasce no íntimo da pessoa e não, simplesmente assimilando o que vem de fora dela. A própria pessoa valoriza suas capacidades interiores e exerce livremente sua potencialidade. É dentro de si mesma, no seu íntimo, que a pessoa descobre os seus valores, toma as suas decisões livremente.

2. Formação na Fé: Para nós cristãos batizados e católicos, a fé está no centro da vida. É seu eixo, seu motor e a razão de sua existência. A fé é um dom de Deus e deve ser amadurecida e melhor conscientizada durante a vida toda do cristão. A esse processo chamamos de formação na fé.

Passos para alcançar essa formação:
 

a) ACEITAR A PESSOA DE JESUS, A SUA PALAVRA E SUA PROPOSTA DO REINO DE DEUS é o primeiro passo para reafirmação de sua fé. Uma aceitação que terá consequências na sua vida de cada dia. Para que isso aconteça é necessária uma atitude de escuta e de atenção para melhor conhecer a Jesus e para mais conscientemente responder ao seu chamado;

b) CRIAR E ALIMENTAR UMA CONSCIÊNCIA CRÍTICA CRISTÃ, isto é, saber discernir a realidade, os acontecimentos, as situações da vida e do mundo à luz dos critérios do Reino de Deus. Isso quer dizer, olhar o mundo com os olhos de Deus. Pois a consciência crítica leva o cristão às raízes, às causas dos problemas que ele enfrenta no seu dia-a dia e para cuja solução não bastam atitudes superficiais;

c) A FORMAÇÃO DO CRISTÃO DEVERÁ LEVÁ-LO A TRAÇAR UM NOVO PROJETO DE VIDA. É aqui que se pode perceber a urgente necessidade da formação. Todo projeto exige atenção, dedicação, entrega sem reservas e sem limites. São necessárias atitudes radicais ao se fazer opções dentre todas as propostas do mundo e da cultura de hoje.

3. Formação Integral: A unidade da pessoa exige integralidade na formação. Não basta formar-se na teologia ou na catequese ou em qualquer outro aspecto referente ao conhecimento da Igreja ou de sua fé. A formação deverá ser integral, isto é, espiritual, doutrinal e no crescimento pessoal no campo dos valores humanos.
A formação, portanto, deve ser um processo contínuo na vida do cristão. Pois só a formação adequada e perseverante poderá conduzi-lo pelos caminhos de uma fé madura, que se expressa em opções claras, conscientes, corajosas.
O Colégio Santa Catarina se propõe a ser um espaço para formação da comunidade escolar através da disponibilização de conteúdos, troca de experiências, partilha de fé, esclarecimentos de dúvidas e questões que surgem na caminhada cristã, encontros de formação humano cristã, formação de grupos de jovens, reflexão sobre temas da atualidade; comemoração das datas significativas para o CSC; momento de reflexão e oração nos “tempos”: Advento e Natal; Quaresma e Páscoa; meses temáticos, Santíssima Trindade, Santa Clara e São Francisco de Assis.
A formação deve ser um processo contínuo na vida do cristão. Pois só a formação adequada e perseverante poderá conduzi-lo pelos caminhos de uma fé madura, que se expressa em opções claras, conscientes, corajosas. Uma formação integral possibilita ao ser humano ser questionador, construtor de saberes, transformando-o num ser crítico e ético.

 

 O Símbolo Tau:

Há certos sinais que revelam uma escolha de vida. O TAU, um dos mais famosos símbolos franciscanos, hoje está presente no peito das pessoas num cordão, num broche, enfeitando paredes numa escultura expressiva de madeira, num pôster ou pintura.

Que escolha de vida revela o TAU? Ele é um símbolo antigo, misterioso e vital que recorda tempo e eternidade. A grande busca do humano querendo tocar sempre o divino e este vindo expressar-se na condição humana.

Horizontalidade e verticalidade. As duas linhas: Céu e terra! Temos o símbolo do TAU riscado nas cavernas do humano primitivo. Nos objetos do Faraó Achenaton no antigo Egito e na arte da civilização Maia. Francisco de Assis o atualizou e imortalizou. Não criou o TAU, mas o herdou como um símbolo seu de busca do Divino e Salvação Universal.

“O TAU franciscano atravessa oito séculos sendo usado e apreciado. É a materialização de uma intuição. Francisco de Assis é um humano que se move bem no universo dos símbolos. O que é o TAU franciscano? É Verdade, Palavra, Luz, Poder e Força da mente direcionada para um grande bem. São Francisco de Assis está penetrado e iluminado, apaixonado e informado pela Palavra de Deus, a Palavra da Verdade. É um batalhador incansável da Paz, o Profeta da Harmonia e Simplicidade.

Bênção de São Francisco

"Francisco se apropriou da bênção deuteronômica, transcreveu-a com o próprio punho e deu a Frei Leão: “Que o Senhor te abençoe e te guarde. Que o Senhor mostre a tua face e se compadeça de ti. Que o Senhor volva o teu rosto para ti e te dê a paz. Irmão Leão; o Senhor te abençoe!” Sob o texto da bênção, o próprio Frei Leão fez a seguinte anotação: “São Francisco escreveu esta bênção para mim, Irmão Leão, com seu próprio punho e letra, e do mesmo modo fez a letra TAU como base”. Assim, Francisco, num profundo momento de comunicação divina, com delicadeza paternal e maternal, abençoa seu filho, irmão, amigo e confidente. Abençoar é marcar com a presença, é transmitir energias que vêm da profundidade da vida. O Senhor te abençoe!” (Frei Vitório Mazzuco)"

A Oração de São Francisco de Assis:

A oração é uma necessidade do espírito. É o momento onde deixamos de lado as ocupações e damos mais atenção à nossa interioridade. Pela oração colocamos em plena comunhão a nossa dimensão humana e divina. Podemos buscar no Evangelho inúmeras situações onde o próprio Jesus está dedicando o seu tempo à oração, fazendo dela a força principal do seu Reino. Francisco de Assis, seguidor e imitador de Jesus Cristo, também se faz homem-oração. Rezava muito, com paixão, com disciplina. Sua oração é muito despojada, simples, direta, espontânea, repetitiva, mas era sempre um fazer oração, um rezar como trabalho de espírito. Através da oração, Francisco firmava cada momento sua conversão e se orientava pelos caminhos de Deus. Por ela deixava fluir uma torrente de louvor, gratidão e admiração. Para Francisco, rezar é dialogar, pensar e tocar o Deus da Vida! Francisco foi um homem original porque muito amou. Os apaixonados são muito criadores e criativos! Assim, ele se expõe diante de Deus: tocando as raízes da Vida! Assim chegou melhor às Obras. (Frei Vitório Mazzuco)

 

ORAÇÃO DA PAZ

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor;
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;
Onde houver discórdia, que eu leve a união;
Onde houver dúvida, que eu leve a fé;
Onde houver erro, que eu leve a verdade; 
Onde houver desespero, que eu leve a esperança;
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais
consolar, que ser consolado;
Compreender, que ser compreendido;
Amar, que ser amado.
Pois, é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna. Amém!